Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2014

CHERNOBYL,NATUREZA DA REGIÃO AFETADA POR RADIAÇÃO DÁ SINAIS DE ADAPTAÇÃO

Imagem
Em região afetada por Chernobyl, natureza dá sinais de adaptação
Algumas espécies de pássaros parecem ter se adaptado ao ambiente radioativo criando uma proteção a danos genéticos


HENRY FOUNTAIN - New York Times
NOVOSHEPELYUCHI, UCRÂNIA - O som do detector de radiação de Timothy Mousseau lentamente aumentou quando ele caminhava pela floresta, a alguns quilômetros da usina nuclear de Chernobyl.
Quando parou para examinar uma teia de aranha no tronco de uma árvore o mostrador do aparelho apontou 25 microsieverts por hora. O que, segundo Mousseau, é normal nessa área não muito distante de Novoshepelychi, uma das centenas de vilarejos abandonados depois da contaminação radioativa causada pela explosão de um reator, em 1986, da usina que tornou grande parte desta região inabitável. Os níveis de radioatividade aqui são bem menores do que aqueles ainda sentidos em partes do abrigo em deterioração que cobre o reator destruído - que em 2017 será coberto por uma enorme arca cuja finalidade é elimina…

CONHEÇA O SAPO QUE FICA AZUL UMA VEZ POR ANO

Imagem
Conheça o sapo que fica azul uma vez por ano
Espécie é encontrada na Europa e Ásia.  Se você gosta de conhecer a vida animal, vai se surpreender com essa espécie de sapos. Trata-se do Rana Arvalis, espécie de anfíbio anuro, que se caracteriza por mudar de cor em época de reprodução.
O anfíbio normalmente tem cor castanha, com tons vermelhos. Ele é mais comumente encontrado na Europa e Ásia.

Seu grande destaque fica por conta da mudança de tonalidade para o azul. Isso ocorre normalmente entre março e abril de cada ano, período em que o bicho está em processo reprodutivo. Sua beleza impressiona. 
Fonte: Techmestre

O BICHO MAIS VENENOSO DO MUNDO

Imagem
O bicho mais venenoso do mundo
O sapo Phyllobates terribilis, que tem apenas 2,5 centímetros de comprimento, é um dos animais mais venenosos do mundo. Sua arma é uma gosma que reveste o corpo. Dois milionésimos de grama liquidam um homem de 70 quilos instantaneamente. Nem é preciso engolir o veneno. Basta que a substância viscosa encoste-se a uma pequena ferida aberta. Estes animais vivem nas florestas de Cauca, região oeste da Colômbia. Os índios da área usam o veneno dos anfíbios para preparar a ponta das flechas para a caça.
Este sapo é um dos mais venenosos de todo o mundo. Mede cerca de cinco cm e tem veneno de sobra para matar 10 humanos adultos. Apenas dois microgramas desse veneno, já é capaz de matar um humano que anda pelas florestas tropicais das Américas Central e Sul. Os índios usavam esse coquetel tóxico para envenenar as pontas de seus dardos. Sua pele azul serve como um aviso aos predadores. As glândulas de veneno na pele servem como um mecanismo de defesa para os predad…

MAYALÚ,ÍNDIA KAYAPÓ E SEUS ANCESTRAIS DE 1000 ANOS

Imagem
Yahoo Brasil/Reprodução / Facebook - Mayalú Kokometi Waurá Txucarramãe Mayalú e seus mais de 1000 anos Atrás dos bisavós, avós, pais de Mayalú Kokometi Waurá  Txucarramãe tem uma nação inteira de índios Mebengôkre - também conhecidos como Kayapó. Eles habitam o Brasil central e são famosos internacionalmente por sua fantástica pintura corporal. "Como vivi a maior parte do tempo na cidade, eu não tenho a habilidade dos grandes mestres Mebengôkre, mas ando me esforçando para um dia chegar lá", esclarece Mayalú.

Ela nasceu em Brasília, pois seu pai, Megaron Txucarramãe, importante líder indígena, foi trabalhar na Funai. Mais tarde, a família mudou-se para a cidade de Colider, no norte do Mato Grosso. Lá, aos nove anos, Mayalú começou a estudar por conta da insistência da mãe, Kamirrã Trumai Waurá. "Eu sempre agradeço a ela por ter me posto na escola", diz a moça.

Mayalú também é neta de Raoni Metuktire. No fim dos anos oitenta, o avô ao lado do músico Sting - grande voc…

HABITATS PARA A HUMANIDADE

Imagem
Evento em São Francisco, da rede de
cidades biofílicas,  transforma áreas
de estacionamento em espaços verdes


Habitats para a humanidadeUm novo conceito de planejamento urbano, a biofilia prevê cidades em contato cada vez mais próximo com a natureza

Todo o movimento por cidades-melhores-mais-verdes-mais-incríveis tem um problema: ainda não achamos um nome para ele. Cidades sustentáveis! O termo faz pensar em tediosas formalidades, como auditorias energéticas e rotas de trânsito. Cidades resilientes! A noção exige que avaliemos, em primeiro lugar, quais são os problemas que estão nos atordoando. Cidades neutras em carbono! Argh! Nem espere que eu comente esta proposta. Finalmente, o professor de planejamento urbano e ambiental da Universidade da Virgínia, Tim Beatley, aparece com a solução. Cidades biofílicas.

A proposta é melhor do que parece! Cidades biofílicas são lugares onde animais e plantas, junto a outras coisas selvagens, participam de nossas vidas cotidianas. O nome vem de &quo…

CONHEÇA OS SEGREDOS DO CULTIVO DE ROSAS

Imagem
Rosas variadas podem ser cultivadas em vaso,
mas não toleram compartilhar o espaço com outras plantas


Conheça os segredos do cultivo de rosas


A rosa é a principal flor de corte comercial do mundo, mas seu cultivo caseiro ainda gera dúvidas. Segundo a engenheira agrônoma e doutoranda em Agronomia e Horticultura pela Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" (Unesp), Kamila de Almeida Monaco, essas flores exigem os mesmos cuidados gerais que qualquer outra, mas a atenção com o clima é fundamental.
Rosas não foram feitas para resistir a temperaturas muito quentes e nem muito frias, o ideal é que elas estejam entre 17° C e 25° C: "O calor em excesso adianta o florescimento, enquanto o frio atrasa", explica Monaco.  Flores de sol pleno, as rosas também demandam a exposição diária à luz solar direta por cerca de seis horas. No entanto, seu cultivo não se resume aos jardins, o plantio de botões em vasos é uma boa pedida para quem tem uma varanda ou um local b…

CINCO SOLUÇÕES ALTERNATIVAS DE MOBILIDADE URBANA

Imagem
Cinco soluções alternativas de mobilidade urbana
O teleférico urbano mais longo do mundo, redes de escadas rolante instaladas ao ar livre, um funicular que funciona como um metrô e um bonde suspenso que está em funcionamento desde 1903 são alguns dos exemplos que têm solucionado os problemas de mobilidade das pessoas em setores de difícil acesso, diminuindo o tempo de viagem e tornando os percursos mais atrativos. Wuppertal Schwebebahn (Wuppertal, Alemanha) Wuppertal Schwebebahn foi inaugurado em 1903 e é o bonde suspenso mais antigo do mundo. Sua construção teve início em 1894 e buscava solucionar o transporte do carvão sobre o rio Wupper, um trecho de 10 quilômetros que passa por dentro da cidade. O bonde possui 20 estações 13 quilômetros de extensão que são percorridos em meia hora. Carmelit (Haifa, Israel) Embora funcione há 55 anos, o Metrô de Haifa - o Carmelit - em Israel, é um sistema de transporte pouco conhecido, entretanto realmente impressionante. Trata-se de um funicular sub…

NOVO URBANISMO : CIDADES PARA PESSOAS EM VEZ DE CARROS

Imagem
Novo urbanismo: cidades para pessoas em vez de carrosAs exigências impostas pelos carros dominaram a urbanização moderna, levando a cidades segregadas e insustentáveis, dependentes de petróleo barato. O novo urbanismo propõe que o nosso conceito de cidade deve mudar. Isso é uma boa notícia para o planeta? As cidades são responsáveis por dois terços das emissões globais de gases de efeito estufa. Elas consomem enormes quantidades de energia e água, esgotam o solo e derrubam florestas e atuam como ímã, atraindo indústrias e automóveis que poluem. Por outro lado, a concentração de grande número de pessoas em um espaço compacto significa que você pode fornecer eletricidade, água, alimento e transporte de modo mais eficiente e com menos desperdício. Trabalho, moradia, escola e serviços estão mais próximos.  A pegada de carbono dos nova-iorquinos é a metade da pegada dos moradores de Denver, e isso se deve, em parte, à maior densidade populacional de Nova Iorque. Os habitantes de Denver moram …

VERDADEIROS DONOS DO ESPAÇO URBANO SÃO A ELITE E A FAZENDA

Imagem
"Verdadeiros donos do espaço urbano são a elite e a favela", diz historiador
Por Juliana Sayuri, para O Estado de S. Paulo Retrato novo de mazelas antigas: dia 6 de novembro saiu o estudo Aglomerados Subnormais - Informações Territoriais, do IBGE, mostrando que 11.425.644 brasileiros vivem em construções alheias às regras do planejamento urbano. Além de aterros, mocambos, loteamentos irregulares e outros rincões improvisados e informais, há 6.329 favelas, onde se empoleiram 3.224.529 casas, principalmente no eixo Rio-SP. Nesse país favela, onde champanhe é "statis" para uns e outros, as cidades retratam o abismo social do Brasil. Outras questões essencialmente urbanas voltaram à pauta paulistana nos últimos dias. Hussain Aref Saab, ex-diretor do Aprov que adquiriu 106 imóveis entre 2005 e 2012, tornou-se alvo de ação de improbidade administrativa. Ronilson Rodrigues, chefe da máfia do ISS, disse que o ex-prefeito Gilberto Kassab sabia do esquema que pode ter custado R…