Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2011

BELO MONTE PODE LEVAR ÍNDIOS À GUERRA

Imagem
"O Xingu pode virar um rio de sangue", prometem Kayapós, xipaias, jurunas e araras, que enviaram carta ao presidente Lula contra a usina A oposição à hidrelétrica de Belo Monte, no rio Xingu, no Pará, está unindo grupos indígenas distantes e muito diversos. Uma ideia em discussão é montar uma aldeia multiétnica no ponto onde se prevê a construção da barragem. Na região da Volta Grande, o trecho de 100 quilômetros que sofrerá o impacto do desvio das águas, jurunas, araras e caiapós temem que a usina acabe com os peixes e inviabilize o transporte pelo Xingu. Os caciques dizem que os índios não foram ouvidos e que se o governo insistir com Belo Monte, irão à guerra.


Belo Monte pode levar índios à guerra

Uma sinfonia de galos é o despertador de quem vive na terra indígena arara da Volta Grande do Xingu, no Pará. Começa às 4h e segue pela madrugada com pausas ritmadas, espécie de tecla soneca da floresta. Lentamente as portas das malocas se abrem e alguns vão pescar. As crianças s…

A passagem da economia da destruição da natureza para a economia do conhecimento da natureza. Entrevista com Ricardo Abramovay

Imagem
“Colocar a economia verde no centro significa convidar os tomadores de decisão econômica a ocupar o centro do debate e convidá-los a alterar a maneira como usam os recursos sobre os quais têm poder”, coloca o economista Ricardo Abramovay, sobre a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, a ser realizada no próximo ano. No entanto, alerta que “a economia verde vai se convertendo numa espécie de árvore de Natal, onde se pendura o que for conveniente, algo cuja consistência lógica é capenga e que se exprime na ideia de que só é verde a economia que combate a pobreza e a miséria”.
Na entrevista que concedeu por e-mail para à IHU On-Line, Abramovay questiona: “se o país que vai abrigar a conferência não ousa apontar horizontes inovadores em suas posições, como esperar que a própria reunião desperte entusiasmo proporcional ao que deveria ser sua importância?”. E constata: “enquanto a luta contra a desigualdade não se vincular ao estabelecimento de limites no …

COMUNIDADE ECO-SUSTENTÁVEL : VIVENDO EM HARMONIA COM A NATUREZA

Imagem
Nunca pensou sair da roda-viva do capitalismo, mudar de vida, ir ao encontro de outro conceito de sociedade? Há quem o tenha feito e não se arrependa. Trocaram o conforto das suas casas, a estabilidade financeira proporcionada pelos seus empregos, o lufa-lufa dos meios urbanos pela descoberta de uma nova identidade colectiva. São as eco-comunidades.
As comunidades humanas sustentáveis ainda dão passos tímidos em Portugal. Surgem sob a forma de um bairro, aldeia, cidade ou região, tendo como denominador comum um estilo de vida em harmonia com a Natureza e entre os seus membros. É assim, por exemplo, em Tamera ou Terramada, duas das mais antigas ecoaldeias portuguesas, nas quais é possível encontrar minorias com a ambição de criar e reproduzir modelos de paz, em comunhão com a Natureza, ou seja, sociedades capazes de sobreviver de modo auto-suficiente.
Mas o que são afinal ecoaldeias? De acordo com a definição proposta pela Rede Portuguesa de Eco-aldeias e Comunidades Sustentáveis, uma e…

A CIDADE IDEAL - SUSTENTABILIDADE EM ALTA

Imagem
Texto de Rafael Tonon, para Revista Vida Simples – 06/2010


Nova York? Londres? São Paulo? Cabe a você escolher qual é a sua cidade
Existe uma decisão na sua vida que é mais importante que escolher a profissão que você vai seguir, a pessoa com quem quer passar os próximos anos da sua vida ou os amigos que quer ter por perto. Ela consiste em determinar em que cidade você deve viver. Segundo Richard Florida, professor de Administração e Criatividade na Escola de Administração Rotman, da Universidade de Toronto, essa é a questão principal que deve nortear nossas escolhas. Ele argumenta: o lugar em que moramos é crucial para todos os aspectos da nossa vida. Afinal, você vai estabelecer sua carreira e constituir sua família onde decidir habitar.


Por mais conectados que estejamos hoje no mundo moderno, é nas relações diárias que vamos criar nossos laços de afeto e nossas redes profissionais. O planeta é enorme, mas - como nos provam as coincidências - o mundo é mesmo muito pequeno. Florida fez …

SUSTENTABILIDADE - DA TEORIA À PRÁTICA

Imagem
Da teoria à práticaDesenvolvimento sustentável é o desenvolvimento capaz de suprir as necessidades da geração atual, garantindo a capacidade de atender as necessidades das futuras gerações. É o desenvolvimento que não esgota os recursos para o futuro. Essa definição surgiu na Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, criada pelas Nações Unidas para discutir e propor meios de harmonizar dois objetivos: o desenvolvimento econômico e a conservação ambiental.

Nos últimos anos, práticas de responsabilidade social corporativa tornaram-se parte da estratégia de um número crescente de empresas, cientes da necessária relação entre retorno econômico, ações sociais e conservação da natureza e, portanto, do claro vínculo que une a própria prosperidade com o estado da saúde ambiental e o bem-estar coletivo da sociedade.

É cada vez mais importante que as empresas tenham consciência de que são parte integrante do mundo e não consumidoras do mundo. O reconhecimento de que os recursos nat…

USO DO BAMBU NA CONSTRUÇÃO CIVIL

Imagem
O conteúdo do EcoDesenvolvimento.org está sob Licença Creative Commons. Para o uso dessas informações é preciso citar a fonte e o link ativo do Portal EcoD. http://www.ecodesenvolvimento.org.br/posts/2011/abril/tire-suas-duvidas-sobre-o-uso-do-bambu-na#ixzz1fUDyom4k
Condições de uso do conteúdo
Under Creative Commons License: Attribution Non-Commercial No Derivatives O uso do bambu na construção civil não surgiu com a "onda da sustentabilidade". Em países asiáticos e americanos, como China, Equador e Colômbia, a técnica já é bem desenvolvida e utilizada até para pontes e edifícios de pequeno porte. Mas no Brasil a história não é bem assim. O arquiteto Edoardo Aranha considera que "para ser viável em larga escala, é necessário primeiro difundir a cultura e tirar esse preconceito com que os brasileiros tratam a planta, e depois criar um material didático para difundir as técnicas de utilização e treinar a mão-de-obra". Para tornar o conhecimento sobre a técnica do bamb…

ATIVISTAS PROTESTAM POR DIREITO DE ANIMAIS EM MADRID

Imagem
04/12/2011 11h41 Ativistas protestam por direitos dos animais em MadriDenúncia é contra morte de animais para produção de casacos de pele.
Manifestantes se deitaram nus no chão com corpos pintados de vermelho. Do G1, com agências internacionais Ativistas de uma organização internacional de direitos dos animais realizaram neste domingo (4) um protesto na Plaza de Espana, em Madri, na Espanha, para denunciar a morte de animais para a produção de casacos de pele (Foto: Dani Pozo/AFP) Enrolados uns nos outros, homens e mulheres deitaram nus no chão com os corpos pintados de vermelho, para simbolizar sangue. A movimentada praça é cercada de cinemas, cafés e restaurantes (Foto: Dani Pozo/AFP) Fonte:http://g1.globo.com/mundo/noticia/2011/12/