Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2015

COMO FAZER ADUBO COM O LIXO ORGÂNICO QUE VOCÊ PRODUZ EM CASA

Imagem
Como fazer adubo com o lixo orgânico que você produz em casa Casca de fruta, resto de verduras e legumes, iogurte… tudo isso pode virar adubo O nome desse processo é compostagem. Quando você transforma seu lixo em adubo, pode oferecer ao solo um material rico em nutrientes (no caso de uma horta ou mesmo para as plantas do seu jardim) e, principalmente, ajuda areduzira quantidade de lixo que vai diariamente para os aterros e lixões do Brasil. Aprenda a fazer a compostagem doméstica e mãos à obra! PASSO 1 – O recipienteVocê deve ter um recipiente para colocar o material orgânico. Pode ser um pote de sorvete, umalata de tinta ou um balde. Vale usar a criatividade com o que estiver ao seu alcance. Se der para reaproveitar algum recipiente, melhor ainda. É importante furar o fundo. Você pode fazer isso manualmente, variando o tamanho dos buracos. É por eles que o chorume (líquido eliminado pelo material orgânico em decomposição) vai passar. Um detalhe importante é que o chorume pode ser reapro…

11 DICAS PARA CONSTRUIR OU REFORMAR COM MENOS IMPACTO AMBIENTAL

Imagem
11 dicas para construir ou reformar com menos impacto ambiental

Comprou um terreno e vai começar a construir uma casa? Finalmente vai fazer a tão esperada reforma? Veja algumas formas de tornar o seu projeto viável e sustentável, com menos impacto para o meio ambiente e para o seu bolso. 1.Planeje. A decisão de construir ou reformar exige conhecimento sobre o que você quer fazer, o que permite um melhor controle do orçamento e a viabilização do projeto. O primeiro passo de um bom planejamento é ir até a prefeitura de sua cidade buscar informações sobre as regras exigidas. Essas normas estão previstas no Código de Obras e Edificações do Município. 2.Fique atento à geração de resíduos. Em geral, muita coisa vai para o lixo após reformas e construções. No primeiro caso, tente reaproveitar e reciclar materiais. Hoje em dia, está muito em moda “garimpar” madeiras, portas, janelas e outros materiais de demolição. Azulejos, louças e armários antigos podem ser doados para que outras pessoas os r…

MULHER BOLIVIANA,CRIA CASAS ECOLÓGICAS DE BAIXO CUSTO FEITAS DE GARRAFAS PET EM VÁRIOS PAÍSES,PARA PESSOAS CARENTES

Imagem
Mulher boliviana cria casas ecológicas e de baixo custo feitas de garrafas PET para pessoas carentes
Infelizmente, nos dias de hoje, muitas pessoas ainda não têm moradia digna. Enquanto isso, muitas outras produzem e descartam lixo que poderia ser reaproveitado. Seguindo esta lógica, a boliviana Ingrid Vaca Diez criou o projeto social Casas de Botellas, que significa “Casas de Garrafas”. Como nome já diz, ela constrói, junto com voluntários, casas populares utilizando garrafas PET e de vidro descartadas em diversos países. Sustentáveis e de baixo custo, as casas são erguidas junto com cimento, cola, areia, sedimentos e resíduos orgânicos que compõem sua sustentação. A primeira obra foi realizada no ano 2000, onde foram utilizadas 36 mil garrafas PET para um espaço de 170 metros quadrados. Ao longo dos 14 anos de atividade, Ingrid conquistou doações para os materiais e já construiu mais de 300 imóveis no México, Panamá, Uruguai, Argentina e Bolívia. Apaixonada por artesanato, ela mantinha…

INDIANO ENSINA COMO PLANTAR 300 ÁRVORES NO ESPAÇO OCUPADO POR 6 CARROS

Imagem
A floresta custa menos do que um iPhone.
Indiano ensina como plantar 300 árvores no espaço ocupado por 6 carros

Como engenheiro industrial, o indiano Shubhendu Sharma sempre pensou em formas de tornar a produção mais eficiente. Por anos a sua especialidade foi desenvolver carros, até o momento em que conheceu o japonês Akira Mitawaki. A partir daí o seu foco foi plantar florestas e ele encontrou um jeito de otimizar isso e ainda espalhar o método para o mundo.
Em seu discurso no TED ele mostrou o que o motivou a ser um criador de florestas e quais foram os resultados obtidos. Assim que conheceu o senhor Mitawaki, o indiano logo se interessou pela forma como o japonês ensinava as pessoas a plantarem.

Foto:Reprodução/Facebook
Diferente do reflorestamento tradicional, que deixa um grande espaço entre as árvores, a técnica japonesa prevê o plantio de espécies nativas de várias espécies em uma área muito pequena. Após ser apresentado à técnica, Sharma se apaixonou pelo modelo e o replicou.
O pri…

JAMES LOVELOCK - O GANDHI NUCLEAR

Imagem
O Gandhi nuclear
Autor da Teoria de Gaia, James Lovelock era herói dos ecologistas. Agora ele causa polêmica ao defender que só usinas nucleares podem nos livrar de um desastre

Por Eduardo Szklarz - Superinteressante (Brazil) - December 2004
Quem diria. A energia nuclear, alvo histórico dos protestos ambientalistas, pode ser a chave para nos salvar do aquecimento global. Mais surpreendente ainda: quem defende a idéia é o inglês James Lovelock, uma espécie de guru dos ecologistas. Aos 84 anos, o cientista afirma que precisamos interromper imediatamente a queima de combustíveis fósseis, que piora o efeito estufa. "A única forma de energia imediatamente acessível que não causa aumento de temperatura é a nuclear. Não temos tempo para experimentar", diz. A idéia logo foi rechaçada por organizações ambientais como Greenpeace e Amigos da Terra. E fez o cientista ver renegado o apelido que ganhou da revista New Scientist: "Gandhi da ciência". Na teoria que o consagrou, Loveloc…

A TERRA É UM SER VIVO E NÓS SOMOS O SEU SISTEMA NERVOSO : A HIPÓTESE GAIA,DE JAMES LOVELOCK,VOLTA À CENA

Imagem
A TERRA É UM SER VIVO: E NÓS SOMOS O SEU SISTEMA NERVOSO

A 'Hipótese Gaia', de James Lovelock, volta à cena
Há cerca de 40 anos o cientista britânico James Lovelock fez furor com o lançamento da sua "Hipótese Gaia", proposição científica na qual ele definia a Terra como um organismo vivo, inteligente e sensível. Discutida e em parte desacreditada, a ideia volta hoje com toda a sua força original Por Eduardo Araia Falar de James Lovelock é falar de paradoxos. A começar por sua reputação de teórico inflamado e visionário e por sua aparência: magrinho, olhos azuis-claros, voz suave e sorriso infantil. Difícil imaginar que esse vovô alegre e brincalhão publicou um dos livros mais sombrios dos últimos anos sobre o futuro do planeta. Da mesma forma, é difícil acreditar que, por trás do ar inofensivo de aposentado, esse homem provocou mais de 40 anos de polêmicas no mundo da ciência com sua hipótese Gaia – que ele batizou com o nome da deusa grega da Terra –, segundo a qual nos…