Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2017

MYANMAR - DÉCADAS DE ABUSO CONTRA A ETNIA CHIN

Imagem
MYANMAR
Por Lucas Machado
Quando os militares assumiram o controle de Myanmar, também conhecido como Birmânia, na década de 1960, foi o início de décadas de abuso para as pessoas da etnia Chin, uma minoria de mais de um milhão de pessoas espalhadas por dezenas de tribos na parte ocidental do país. De acordo com um relatório da Human Rights Watch , os Chins sofreram trabalho forçado, prisões e detenções arbitrárias, tortura, repressão religiosa e outras restrições às liberdades fundamentais nas mãos da junta. A palavra birmanesa “chin” é uma derivação da palavra usada para “cesta”, em que se carrega objetos. O povoado de Chin tem origens há muitos séculos, na China e no Tibete. Eles viveram independentemente, isolados em suas terras, sob costumes tradicionais e hereditários, até que, no século 19, colonizadores britânicos chegaram. Em 1948, o país tornou-se independente novamente. Mas o controle militar prevaleceu até meados de 2010. Uma tradição dos Chin desperta curiosidade e fascínio, pri…

GELO DOS POLOS DO TAMANHO DA ÍNDIA DESAPARECE DEVIDO A CALOR RECORDE

Imagem
GELO dos POLOS do tamanho da Índia desaparece devido a calor recorde
Posted by  on 03/07/2017
O gelo marítimo nos arredores da Antártica e no Ártico atingiu baixas recordes e encolheu duas vezes o tamanho do Alasca ou o tamanho da Índia aproximadamente – um sinal das temperaturas globais crescentes, disseram os cientistas nesta semana. A diminuição do gelo nos dois extremos do planeta está alarmando os especialistas, que explicam que as razões para o fenômeno pode ser o acúmulo de gases de efeito estufa criados pelo homem, o fenômeno El Niño, que no ano de 2016 liberou calor do Oceano Pacífico, e oscilações naturais imprevistas.
Edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch Gelo polar do tamanho da área da Índia desaparece devido a calor recorde. Segundo os cientistas, o gelo nos dois extremos do planeta, polos sul e norte atingiu baixas recordes nos últimos meses Fonte: http://veja.abril.com.brcom Agência Reuters “Há algumas coisas realmente muito loucas acontecendo”, disse Mark Serr…