PAPA FRANCISCO NO QUÊNIA ALERTA PARA CRISE NO MEIO AMBIENTE

No Quênia, Papa Francisco alerta para crise no meio ambiente


25/11/2015 12h27 - Atualizado em 25/11/2015 20h39

Pontífice disse que deseja que viagem dê frutos materiais e espirituais.
Papa irá visitar ainda Uganda e República Centro-Africana.


Em visita ao Quênia, o Papa Francisco pediu nesta quarta-feira (25) aos dirigentes africanos que promovam modelos responsáveis de desenvolvimento econômico para enfrentar a grave crise do meio ambiente que ameaça o mundo.
"Há um vínculo evidente entre a proteção da natureza e a construção de uma ordem social justa e equitativa", afirmou o pontífice ao chegar ao Quênia, após um encontro com o presidente Uhuru Kenyatta.
O Papa Francisco cumprimenta o presidente do Quênia, Uhuru Kenyatta, no primeiro dia de sua visita ao país, na quarta (25) (Foto: AP Photo/Andrew Medichini)O Papa Francisco cumprimenta o presidente do Quênia, Uhuru Kenyatta, no primeiro dia de sua visita ao país, na quarta (25) (Foto: AP Photo/Andrew Medichini)
O Papa Francisco também fez um apelo contra o desespero e a pobreza, que, segundo ele, alimentam o terrorismo e a violência. "A experiência mostra que a violência, o conflito e o terrorismo se nutrem do medo, do desespero provenientes da pobreza e da frustração", enfatizou.

O papa expressou para os jornalistas, durante o voo que o leva para Nairóbi, o desejo de que sua viagem à África dê frutos materiais e espirituais. "Agradeço tudo o que farão para que esta viagem dê os melhores frutos, tanto materiais quanto espirituais", afirmou.

Papa Francisco chegou ao aeroporto de Nairobi nesta quarta-feira (25) (Foto: Ben Curtis/ AP )Papa Francisco chegou ao aeroporto de Nairobi nesta quarta-feira (25) (Foto: Ben Curtis/ AP )
O objetivo da visita é promover a paz e a reconciliação nesses países do coração da África. Após o Quênia, o pontífice visitará também Uganda e República Centro-Africana.

Indagado sobre sua etapa na República Centro-Africana, país mergulhado na violência, Francisco afirmou que há uma razão pela qual escolheu visitar este país, mas que somente a revelará em sua coletiva de imprensa a bordo do avião que o levará de volta ao Vaticano, na segunda-feira (30).
A viagem acontece em um momento delicado, devido a tensões que reinam tanto na Europa quanto na África, pelos atentados de Paris, a tomada de reféns no hotel de Bamako, Mali e o jihadismo empenhado em desestabilizar o equilíbrio de boa parte do mundo.Como já ocorreu em outros continentes, Francisco escolheu nações que passam por problemas graves.
O programa da 11ª viagem ao exterior de Francisco inclui 19 discursos e numerosos encontros com a população local, fiel a seu estilo sensível e acessível.
Fonte:http://g1.globo.com/mundo/noticia/2015/11/papa-francisco-chega-ao-quenia.html

Postagens mais visitadas deste blog

XINGU : O PARQUE NACIONAL INDÍGENA DO XINGU

JARDIM VERTICAL : PAREDES VIVAS,COMO SOLUÇÃO PARA OS TEMPOS MODERNOS

PLANTAS COMPANHEIRAS E PLANTAS ANTAGÔNICAS : ALELOPATIA