ANA PRIMAVESI RECEBE O MAIOR PREMIO DA AGRICULTURA ORGÂNICA

Divulgação/Ifoam

Ana Primavesi recebe o maior prêmio da agricultura orgânica

Pioneira do movimento orgânico no Brasil é escolhida pelo impulso nos movimentos agroecológicos

por Globo Rural On-line

Dona Ana, hoje com 92 anos, chegou ao Brasil em 1949, com o marido, ambos formados em agronomia pela Universidade Rural de Viena, na Áustria
Uma das pioneiras do movimento orgânico no Brasil e um dos destaques da edição de junho da Revista Globo Rural, a decana da agroecologia Ana Primavesi foi contemplada com o One World Award. A premiação da International Federation do Organic Agriculture Movements (Ifoam) é a mais importante da agricultura orgânica no mundo.

A engenheira agrônoma Ana Primavesi foi escolhida pelo impulso que deu aos movimentos agroecológicos no Brasil e na América Latina, defendendo, há décadas, a associação da produção de alimentos com a conservação ambiental do solo.

"Produtividade no campo funciona assim: se você tem um solo e ele está estragado, naturalmente ele não vai produzir sem todas aquelas parafernálias químicas. Mas, se você tem um solo vivo, ele produz sim. Então, a questão é não trabalhar em solo morto, mas sim em solo vivo", disse a agrônoma, em entrevista à revista Globo Rural de junho.

A reportagem "A lição de Dona Ana" foi uma das 20 matérias sobre lições do agronegócio para a Rio+20 de junho.

Instituído em 2008, o One World Award é dado a cada dois anos a ativistas da área orgânica em nível mundial. O prêmio é financiado pela empresa alemã Rapunzel, voltada ao processamento e comercialização de produtos orgânicos. Ana Primavesi recebeu a homenagem na cidade de Legau, na Alemanha, sede da Rapunzel, neste domingo (16/9).
"Sem Ana Primavesi, o mundo orgânico estaria desprovido de várias constatações sobre a relação entre um solo saudável e uma agricultura humana", afirmou Markus Arbenz, diretor administrativo da Ifoam. Profundamente comovida, Ana Primavesi expressou sua gratidão por receber o prêmio e ressaltou a importância do cultivo orgânico para a preservação da fertilidade do solo e para a agricultura em geral, bem como para a proteção da segurança alimentar.

Fonte:http://revistagloborural.globo.com/Revista/Common/0,,EMI312093-18095,00.html#.VgUzRAAjNtA.facebook

Divulgação/Ifoam

Postagens mais visitadas deste blog

XINGU : O PARQUE NACIONAL INDÍGENA DO XINGU

JARDIM VERTICAL : PAREDES VIVAS,COMO SOLUÇÃO PARA OS TEMPOS MODERNOS

PLANTAS COMPANHEIRAS E PLANTAS ANTAGÔNICAS : ALELOPATIA