DIGA À ONU : PLANTAÇÕES NÃO SÃO FLORESTAS

Uma plantação no Brasil para a produção de celulose 

Diga à ONU: Plantações não são florestas!

Florestas são cheias de vida, o habitat de inúmeros animais e plantas e o espaço vital de milhões de pessoas. Plantações são nada disso, mas sim desertos verdes. Apesar disso, as Nações Unidas consideram tais monoculturas como florestas. Assim abrem a porta à destruição da natureza. Diga à ONU: plantações não são florestas.

A definição da ONU para florestas promove plantações industriais de árvores e contribui à destruição das florestas. Mas plantações não são florestas!


Na opinião das Nações Unidas plantações de árvores sem valor ecológico são florestas

A visão das florestas da organização das NU para Alimentação e Agricultura FAO tem sido deformada por um erro fundamental: definem-se florestas simplesmente como cobertura de árvores.
Florestas tropicais são desmatadas e substituídas por plantações de borracha. Florestas moderadas e subtropicais com alta biodiversidade são arrancadas afim de abrir caminho para plantações de pinheiro ou eucalipto. Segundo a definição da FAO isto não conta como perda de floresta (no net deforestation). Quando savanas são destruídas ou a terra de pequenos agricultores é roubada e convertida em monoculturas florestais industriais, a FAO considera isso como reflorestação (afforestation).
A recusa da FAO de aceitar que florestas devem ser definidas pela sua diversidade biológica, social, cultural e spiritual, fomenta a extensão de vastas plantações de árvores em detrimento de comunidades locais, florestas verdadeiras e outros ecossistemas. Até plantações com eucaliptos geneticamente modificados são chamadas de “florestas”.
Assim, a FAO visa uma solução errada para combater as alterações climáticas, considerando a floresta exclusivamente como reservatório de carbono. Esta definição incorreta tem sido denunciada por ONGs, movimentos sociais e cientistas há muito tempo.
Em Setembro a FAO organiza o Congresso Florestal Mundial em Durban, uma reunião dominada pela indústria madeireira, que está orientada para o lucro. Ao mesmo tempo vai ter lugar o “Civil Society Alternative Program” como evento alternativo. Juntamente com ONGs e movimentos sociais de todo o mundo, Salve a Selva levanta a sua voz contra as razões verdadeiras e os responsáveis pela destruição das florestas.
Por favor, assine esta petição que vamos entregar ao Congresso Florestal Mundial das Nações Unidas.

Fonte:https://www.salveaselva.org/acoes/1013/diga-a-onu-plantacoes-nao-sao-florestas?t=358

Postagens mais visitadas deste blog

JARDIM VERTICAL : PAREDES VIVAS,COMO SOLUÇÃO PARA OS TEMPOS MODERNOS

PLANTAS COMPANHEIRAS E PLANTAS ANTAGÔNICAS : ALELOPATIA

XINGU : O PARQUE NACIONAL INDÍGENA DO XINGU