TEMPLOS E PALACETES DE BALI,INSPIRARAM LAR MONUMENTAL NO CENÁRIO HAVAIANO

Casa Oslon Kundig  (Foto: Paul Warchol Photography / divul)

Lar monumental no cenário havaiano

Templos e palacetes de Bali inspiram a decoração

06/07/2015 | POR LUISA CELLA; FOTOS PAUL WARCHOL PHOTOGRAPHY / DIVULGAÇÃO

Casa Oslon Kundig  (Foto: Paul Warchol Photography / divul)
Rocha, céu, ar e mar. Os elementos da paisagem estonteante da ilha vulcânica de Mauna Kea, no Havaí, inspiraram a arquitetura monumental desta casa de 1.200 m², assinada pelo escritório Olson Kundig Architects. Em um terreno que começa na encosta e termina na areia da praia, os profissionais acomodaram o refúgio de veraneio de uma designer de interiores e um advogado. “Descrevemos o projeto como uma interpretação moderna das tradicionais construções balinesas. Ele reflete o interesse do casal pela arte e a cultura orientais, assim como por criações artísticas modernas e minimalistas das ilhas do Pacífico.”, declara o arquiteto Jim Olson. 
Casa Oslon Kundig  (Foto: Paul Warchol Photography / divul)
Casa Oslon Kundig  (Foto: Paul Warchol Photography / divul)
Com as características dos templos e palacetes de Bali em mente, Jim Olson e sua equipe criaram uma obra marcada pela estrutura de madeira e concreto e pelo uso de bronze, aço e cobre, em outros elementos arquitetônicos. “A elegância dos materiais serviu como base para a coleção de arte e artefatos asiáticos dos moradores.”, revela Olson.

LEIA TAMBÉM: Na colina, com vista para o mar

Casa Oslon Kundig  (Foto: Paul Warchol Photography / divul)
A fim de ressaltar o acervo dos proprietários, os arquitetos imprimiram um intencional aspecto de galeria de arte em determinados ambientes. Basta cruzar a porta de entrada, e um deles é revelado: o corredor principal repleto de esculturas, que segue até a outra face da casa, onde uma abertura emoldura o mar. 
Casa Oslon Kundig  (Foto: Paul Warchol Photography / divul)
Casa Oslon Kundig  (Foto: Paul Warchol Photography / divul)
Dois espelhos d´água aparecem cruzam a obra. Alinhados ao longo do eixo central determinado pela circulação, eles seguem em direção à piscina externa com borda infinita, que se mescla ao oceano. Beirais largos protegem o interior da incidência solar, enquanto generosas aberturas permitem o aproveitamento da brisa natural.

E MAIS: Casa de praia orienta-se em torno do sol

Casa Oslon Kundig  (Foto: Paul Warchol Photography / divul)
Casa Oslon Kundig  (Foto: Paul Warchol Photography / divul)
A ideia de misturar passarelas externas e caminhos internos para ligar os três pavilhões da casa só foi possível graças ao clima tropical, que torna a organização viável. "Delimitar os contornos da morada com generosos paineis de vidro de correr resultou em uma das soluções principais. Por causa disso, exterior e interior se fundem em praticamente todos os cômodos", conclui Olson. 
Casa Oslon Kundig  (Foto: Paul Warchol Photography / divul)
Casa Oslon Kundig  (Foto: Paul Warchol Photography / divul)
Casa Oslon Kundig  (Foto: Paul Warchol Photography / divul)
Casa Oslon Kundig  (Foto: Paul Warchol Photography / divul)

Fonte:http://casavogue.globo.com/Interiores/casas/noticia/2015/06/lar-monumental-no-cenario-havaiano.html

Postagens mais visitadas deste blog

JARDIM VERTICAL : PAREDES VIVAS,COMO SOLUÇÃO PARA OS TEMPOS MODERNOS

PLANTAS COMPANHEIRAS E PLANTAS ANTAGÔNICAS : ALELOPATIA

XINGU : O PARQUE NACIONAL INDÍGENA DO XINGU